As bolhas mágicas

Em uma linha tênue entre o estouro e a reflexão colorida de uma bolha, o fotógrafo Richard Heeks, demonstra toda a sua paixão por essas através da fotografia.

O que para poucos é um trabalho árduo e impaciente, para Heeks é emocionante: ficar esperando o local e o momento exato para fotografar uma bolha.

Com uma mistura de tempo, vários “cliques” e técnicas de fotografia, Heeks consegue capturar a bolha e paisagens de fundo.

Um bom dia para a produção dessas fotos é uma tarde ensolarada, ou com uma pequena nuvem e sem vento, pois isso contribui para difundir a luz solar, e assim ter belas reflexões e linhas na bolha. Também é importante que a lente da câmera esteja sempre no centro de reflexão da bolha. E a velocidade da câmera no modo rápido. “Eu encontrei uma árvore de sombra para obter um fundo mais escuro”, conta ele sobre uma foto.

As fotos de Richard Heeks além de serem apresentadas em diversos programas, e ainda em destaque da Revista Digital Câmera, também são muito famosas na internet.

E assim, em frações de segundos, uma explosão de cores marca um fascinante momento, descoberta perfeita para uma fotografia, cujo resultado, é a admiração, a magia e a certeza de que as coisas mais interessantes da vida podem estar até em uma reflexão. Em uma bolha “mágica” de sabão.


Sobre o Autor

Metrópole Revista
Metrópole Revista

Revista de variedades.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/metropolerevista/metropolerevista.com.br/html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273