Nayara Oliveira

Nayara Oliveira
Professora de Língua Portuguesa e acadêmica de História

Para mim, filme tem que abalar as estruturas de qualquer admirador da sétima arte. Seja pela leveza, seja pela densidade. Para quem curte filmes mais “duros”, indico “Onde os Fracos Não Têm Vez”, dos Irmãos Coen, com ótimo enredo e fotografia.

Caso estejam a fim de algo mais “light”, mas que também mexa com seus sentimentos, recomendo o eterno “Forrest Gump”, de Robert Zemeckis, que conta com um Tom Hanks inspirado e inspirador. Ainda na linha “light”, indico o “cult” de Rob Reiner, “Conta Comigo”. Este filme marcou minha infância e o reassisto sempre que posso. Dos mais recentes, indico o fantasioso “A Invenção de Hugo Cabret”, do mestre Scorsese, que, mais que um filme, é poesia em movimento.

Em termos de música, nesses dias frios, eu indico o álbum “Infinito Particular”, da Marisa Monte, com faixas maravilhosas, como “Vilarejo” e “Aquela”.

Ultimamente, a leitura tem sido para mim mais um ofício do que um deleite, devido aos meus estudos, mas de qualquer forma ela sempre me transporta. Assim, indico o forte e belo “Lavoura Arcaica”, de Raduan Nassar, e um mais pop, “O Hobbit”, de J. R. R. Tolkien, leitura que preciso terminar logo, pois no final do ano teremos sua adaptação para as telonas.


Sobre o Autor

Metrópole Revista
Metrópole Revista

Revista de variedades.

0 Comentários



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma Resposta


(obrigatório)


Nunca mais perca uma postagem. Informe o tipo de conteúdo que você deseja receber e ganhe um cupom de desconto para uma compra na metropolestore.com.

Fica tranquilo, não enviamos spam.