Cleverson de Lima

Cleverson de Lima – designer gráfico e estudante de Letras da Fecilcam-UEPR

No momento, estou lendo o segundo livro da série “As Brumas de Avalon”, de Marion Zimmer Bradley, que reconta a história do Rei Artur, sob a perspectiva das mulheres que participaram da construção da lenda, como Guinevere e Morgana, entre outras. Outro imperdível é “Musashi”, escrito por Eiji Yoshikawa, que romantiza a história do samurai japonês Miyamoto Musashi. Narrado com base em fatos históricos, sua grande essência é a poesia e a inspiração.

O último filme a que assisti foi “O Brother, Where Art Thou?”. Na era da depressão americana, três prisioneiros escapam de uma cadeia do Mississipi e embarcam numa aventura, em busca de um tesouro e de liberdade.  Enredo bem construído, intercalando atuação musical e história, e direção de fotografia com imagens magníficas.

Indico também “Tarantino’s Mind”, curta-metragem nacional, estrelado por Seu Jorge e Selton Mello. Os dois se encontram num bar para falar sobre uma teoria de ligações entre os personagens dos filmes do diretor de cinema americano Quentin Tarantino.  Outro audiovisual é o anime “Death Note”, com formato de romance policial, baseado na série do mangá escrita por Tsugumi Ohba e ilustrada por Takeshi Obata. É a história do jovem Light Yagami, que encontra um caderno que causa a morte à pessoa que tenha o seu nome escrito nele.

Por influência da minha área de atuação, escuto muitas trilhas sonoras, desde instrumental celta até batidas de funk. Ultimamente me foquei nas composições de Mark Mancina, que desenvolveu trilhas para o filme “Bad Boys”, e até para animes como “Blood+”.


Sobre o Autor

Metrópole Revista
Metrópole Revista

Revista de variedades.

0 Comentários



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma Resposta


(obrigatório)


Nunca mais perca uma postagem. Informe o tipo de conteúdo que você deseja receber e ganhe um cupom de desconto para uma compra na metropolestore.com.

Fica tranquilo, não enviamos spam.