Carnaval do baú

Diversão em casa de amigos sempre passa perto do álbum de fotografias – verdadeiros baús de recordações e muitas risadas. Assim, entre uma bebidinha e um petisco, e com os alegres Marcos e Marlene Alcântara, Semeire Vecchi, Idelma Ramos e Lelé Salonski, Metrópole resgatou poses divertidas dos carnavais do final dos anos 70 até e as décadas de 80 e 90.

Além de muito saudosismo, as imagens feitas originalmente em papel fotográfico recordam a alegria, a amizade, o bom humor e a animação que reinavam absolutos.

Nos registros, os componentes das escolas de samba “Sucuri” e “Unidos pela Fome” (que disputavam entre si nas décadas  de 70/80)  e os blocos que, formados por grupos de amigos, estavam  sempre muito fantasiados e cheios de animação.

O Carnaval acontecia em bailes no Clube 10 e em desfiles pelas avenidas.  Além do batuque, emoção e glamour, uma rivalidade sadia entre os foliões tomava conta destas noites. Serpentinas e confetes faziam parte da decoração dos bailes e não faltava o lança-perfume. As Escolas eram completas, com bateria, ala das baianas, passistas e até comissão de frente, com fantasias caprichadas e glamourosas, o que também se estendia aos blocos.


Sobre o Autor

Metrópole Revista
Metrópole Revista

Revista de variedades.

0 Comentários



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma Resposta


(obrigatório)


Nunca mais perca uma postagem. Informe o tipo de conteúdo que você deseja receber e ganhe um cupom de desconto para uma compra na metropolestore.com.

Fica tranquilo, não enviamos spam.