Estranheza Animalia

Não é o Roger Rabbit, nem o Pernalonga, muito menos o Tambor, mas é só aparecer com uma cabeça de coelho interferindo no cenário urbano em abril, que todos associam ao coelho da Páscoa.

Nas fotos produzidas pela Metrópole, um coelho solitário faz parte da paisagem como se algo estivesse fora do lugar.

Às vezes arrancava sorrisos e simpatia, às vezes estranheza. Num país de incongruências, que assume cultura de outros sem questionamentos, nosso coelho traz, ao contrário da Páscoa, o prenúncio dos dias cinzentos de outono.

 

Ficha Técnica

Fotografia
Fernando Nunes
Performer
Wagner Albuquerque
Produção
Silvio Vilczak e Haline Moreira
Captação de Vídeo
Juliana Pizi
Confecção Cabeça do Coelho
Alessandro Costa
Agradecimentos
Cafezinho, Supermercado Carreira, Agropecuária União, Iduarte Lopes, Mayra Novais, Bruno de Almeida e
Santuário Nossa Senhora Aparecida

 

Sobre o Autor

Metrópole Revista
Metrópole Revista

Revista de variedades.

0 Comentários



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma Resposta


(obrigatório)


Nunca mais perca uma postagem. Informe o tipo de conteúdo que você deseja receber e ganhe um cupom de desconto para uma compra na metropolestore.com.

Fica tranquilo, não enviamos spam.