Dança com pratos: o bailarino que virou cheff

2

Quem adentra o Madero Burguer & Grill da praça Espanha, em Curitiba, e saboreia as delícias de seu cardápio não imagina que o responsável por esses pratos é um ex-bailarino da Verve Companhia de Dança. Estamos falando de Rodolfo Greco, 27 anos, cheff de cozinha, e que há 3 anos deixou Campo Mourão.Rodolfo Greco

Na noite do Natal de 2010, cansado da rotina e frustrado com sua carreira profissional, Rodolfo resolveu se mudar para Curitiba a convite de um amigo, para tentar uma vida melhor. “Foi difícil. Um pouco pela adaptação e também por ter deixado todas as pessoas que eu amava”, disse.  Ele foi para lá morar com vários músicos e bailarinos, artistas mourãoenses que dividiam uma casa, carinhosamente apelidada pelos moradores de “Sobrado Torto”.

Ele não virou cheff da noite pro dia. Tudo começou quando ele foi trabalhar como atendente do Stereo Toaster Café, para ter uma fonte de renda, com a ideia de voltar a trabalhar com dança assim que estivesse estabilizado. Então, por obra do destino, surgiu uma vaga para auxiliar de cozinha, que Rodolfo prontamente assumiu. Mas, a jornada era pesada: “trabalhei um bom tempo lavando louça, limpando chão e quando me davam oportunidade, montava um prato e outro”, contou ele.

Mas, a oportunidade de ouro apareceu quando o cheff do Stereo, que fazia o tipo Gordon Ramsay (apresentador de reality shows conhecidos pelo mundo), se desentendeu com o proprietário da empresa e acabou saindo. Quando Rodolfo se deu conta estava cuidando da cozinha, somente ele e a chefe proprietária. E, de novo, o destino se manifestou: ela era formada em belas artes e pós-graduanda em gastronomia, facilitando o entrosamento entre os dois. “Foi devido a essa responsabilidade que comecei a estudar gastronomia, me apaixonei e comecei a desenvolver o meu trabalho. Estudando, experimentando e me aperfeiçoando”, afirmou Rodolfo.

No Curso Superior de Gastronomia, da Faculdade de Tecnologia OPET, surgiram várias oportunidades, como o preparo de quitutes para o camarim de vários cantores: Paulo Diniz e Walter Franco, com Maxixe Machine no teatro Paiol, entre outros.

Depois de sair do café, ele foi contratado como subcheff em treinamento, na Madero Burguer & Grill. Foi treinado na unidade da praça da Espanha, onde consolidou seu trabalho e foi promovido a cheff de cozinha. Segundo ele, é bom trabalhar em uma empresa que apoia os colaboradores e ajuda a crescer profissionalmente. “Hoje curso Gestão Comercial, com apoio do Madero Praça da Espanha, graças a Junior Durski e do excelente trabalho da Gestora Rodolfo GrecoTuxa Gonçalves”, agradeceu.

Hoje, Rodolfo é responsável por toda a logística da cozinha: desde manter o padrão de qualidade dos pratos, até mantê-la organizada, limpa e abastecida; além das relações interpessoais da equipe, que segundo ele é a sua maior qualidade.

Para o cheff, sua experiência como bailarino ajuda muito na profissão. “Como a dança, na cozinha tudo tem seu ritmo. A dedicação e o compromisso que se tem com um grupo de dança são aplicados à equipe de cozinheiros. Os ingredientes são como figurinos, o preparo, como a coreografia e a equipe, como os bailarinos. Ver satisfação nos rostos de nossos comensais, soa como os aplausos no palco”, comparou.

Além dos trabalhos na Verve, ele também não esquece as ligações que fez por aqui. “Sinto falta do aconchego da cidade, da animação dos moradores e principalmente dos familiares e amigos”, relembra.

Fotografia: Giusepe Ferreira


Sobre o Autor

Renato J. Lopes
Renato J. Lopes



Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/metropolerevista/metropolerevista.com.br/html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273