Pequeno Grande Professor

0

Lucas Thierry Jerônimo é bicampeão paranaense de Karatê em sua modalidade, mas é mais que isso: é exemplo e professor em miniatura de outros pequenos esportistas.

Pequeno grande professorMais de duas mil crianças praticam Karatê gratuitamente nas escolas da rede municipal de ensino em Campo Mourão. Atendidas pelo projeto “Karatê Piá no Esporte”, elas recebem, entre outras coisas, lições para se tornarem atletas e pessoas melhores em sociedade. Grande parte delas leva essas lições para a vida toda. Umas se dedicam ao projeto e outras viram atletas, com grandes perspectivas de carreira. O estudante Lucas Thierry Jerônimo, 13 anos, é umas dessas promessas.

Lucas cresceu e apareceu no esporte justamente no projeto, criado pelo sensei Sebastião Galdino e desenvolvido em parceria com a Fecam (Fundação de Esportes de Campo Mourão) em mais de 20 escolas do município, em oito centros de integração e também na Associação dos Moradores do Lar Paraná, que por acaso, ficava do lado da casa do menino. Aos seis anos, sozinho, ele foi até a Associação e começou a frequentar as aulas dadas por Galdino.

No começo era um passatempo, mas foi pegando gosto, aprendendo os movimentos, dominando o kata e subindo de faixa. Sem perceber, começou a participar de campeonatos e em 2011, conquistou o título estadual por categoria e faixa, na cidade de Araucária. No ano passado veio o bicampeonato e a expectativa agora é pelo tri. “É um menino de ouro, que vem se destacando, uma grande promessa”, defende a sensei Ronise Cléia Galdino, professora de Lucas.

Pequeno professor

Segundo Ronise, o talento e a dedicação fizeram com que o menino fosse convidado a ajudar nas aulas de Karatê proferidas por ela em algumas escolas, inclusive na Associação do Lar Paraná. Hoje ele só não é professor, com todas as letras, porque é menor de idade e não pode assumir nem trabalho, nem cargo, mas é um ajudante que leva a sério – e com muito gosto – a arte de ensinar outras crianças, mas sempre com a professora por perto, orientando e ajudando. “Ele tem todas as qualidades necessárias para ser um bom professor: auxilia, corrige as crianças, ensina com muita didática e é respeitado pelos outros alunos. E, para ele, poder ajudar é um prêmio e um grande incentivo”, pontua.

Lucas Thierry JerônimoO que o atleta acha disso? “É uma ótima oportunidade, porque me aperfeiçoo ainda mais no meu esporte e ainda ajudo as outras crianças a aprender”, conta. “Os alunos que fazem parte do meu treino me chamam de professor, me respeitam. É muito bacana essa experiência”, relata.

Para a mãe, Luceni Boquai, a dedicação do filho, que não perde uma aula e ficou ainda mais motivado ao se tornar referência para os outros alunos, o sentimento é só de orgulho. “Achava que o Karatê era uma brincadeira dele, mas foi ficando sério e também me animei. Sempre que posso acompanho ele. É meu orgulho”, afirma.

Grande aluno

Hoje Lucas auxilia a professora em algumas turmas, sempre com o compromisso de se dedicar aos estudos e de colaborar com o projeto de maneira voluntária. Entre os planos para o futuro estão a conquista de mais títulos no esporte e, futuramente, ainda cursar uma faculdade de Educação Física para continuar no meio. Ele conta que hoje está na faixa marrom, a última antes da preta, que vai tentar quando tiver 18 anos. Graças ao destaque no projeto, passou a fazer parte da equipe Campo Mourão Karatê/Fecam e competir em outro estilo do esporte.

Daqui a três anos, quando tiver idade para começar a trabalhar como aprendiz, o caminho é passar a fazer parte da equipe de professores de Karatê, mas imediatamente o ideal é treinar muito para tentar o tricampeonato paranaense. Vale a torcida!

Fotos: Gracieli Polak


Sobre o Autor

Gracieli Polak
Gracieli Polak

Gracieli Polak é jornalista e blogueira, especialista em escrever sobre quase todo assunto – especialmente os que lhe agradam.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/metropolerevista/metropolerevista.com.br/html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273