Desgraciosos Versos

0
Pobres papéis, em que a ortografia bárbara corria parelha com os mais ingênuos absurdos e a escrita irregular e feia parecia fotografar o pensamento torturado, eles resumiam a psicologia da luta.

(Os Sertões – Euclides da Cunha)

“Chuva de Lingüiça”, nome do filme que assisti um trecho em Cascavel – Pr. Seqüência: Câmera na pessoa andando, segura guarda chuva com lingüiças penduradas caindo em frente à sua visão, passa por baixo de uma árvore onde tem lingüiças pendurada nos galhos, vai se aproximando de uma casa de madeira com lingüiças pendurada no beiral, alguém ri para quem chega. Faz uns dez anos que assisti este fragmento da película, um grupo de amigos em uma chácara materializou uma idéia que me faz rir sozinho sempre que lembro. Momento que me sinto humanizado: Puro deleite! Singelo – absurdo – reflexivo. “… Comida, diversão e arte…”
Não tem a menor graça?! Incomoda-te a forma ou o conteúdo? Eu me permito discordar de você! Com o cego Aderaldo eu aprendi que os olhos dos outros não vêem as pedras que eu sinto. Nas representações cotidianas do meu eu, faz tempo que incluo fora as suas opiniões.

Você sabe explicar/ Você sabe entender, tudo bem. Você está, você é, você faz. Você quer, você tem…

A repórter pergunta para a velha cabloca ribeirinha: – Como à senhora vê essa inundação que destruiu todas as suas coisas? Rosto em close: – Com os zoío mia fía!

Coisa do Nietzsche: “E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música.” O Maná não cai do céu, brota no orçamento da união. “Agarra que é ladrão”! Grita isso no Congresso Nacional e aplaude o escarcéu! Na teatrocracia oficial a representação democrática cobra caro para atuar. Desculpe ator atua; político à-toa! Clichê ilustrativo: “Crème de la crème”.

Nexos dos complexos: Inferioridade – rejeição, síndrome de Estocolmo… Servidão Voluntária! Lei da compensação bancaria. “Bate meu amor pode bater, quanto mas você me bate mas eu gosto de você.” L D O – Projeto de Lei nº 171/2012 – CN: Lei da Prótese Mamaria – escopo da Lei: Já que as tetas públicas estão murchando, passa a ser Lei Turbiná-las anualmente mantendo o fluxo lático venal condição “Sine qua non” aos momentos gozosos da gatunagem oficial. “Deus dá a farinha e o diabo fura o saco”, já a autoridade constituída locupleta com a limpeza pública!

A grande angular captura os que choram o leite derramado e os que tiram leite de pedra!

Parafraseado Diógenes de Sínope: “Na casa de um político não há lugar para se cuspir, a não ser em sua cara. “Almoço com as Estrelas: “… A história se repete mas a força deixa a história mal contada… É tão fácil ir adiante e se esquecer que a coisa toda tá errada…”

O que interessa é a versão e não o fato! Manda quem pode, obedece quem tem juízo!

O problema fundamental da classe C é a superabundância de necessidades! O meu time sabe do que é capaz: É melhor ser o primeiro da segunda que o último da primeira! “Pra se concentrar em pensão do lado da rodoviária eu fico em casa” afirmou o zagueiro Meio – gole. “Quando estamos em frente do abismo, não se pode desanimar, tem que se ter firmeza e dar um passo em frente!” Sugeriu a ministra da Casta civil.

Quem conta um conto, inventa um tanto. Mas e daí? “A principal função da raiz não é se enterrar!” Como leio muito posso afirmar sem sombra de dúvidas: “A diferença entre o Romantismo e o Realismo é que os românticos escrevem romances e os realistas nos mostram como está a situação do país”.

“As fezes são a mesma, as moscas é que mudaram”. Linchamento de autoridade corrupta já foi uma forma de justiça, reavivemos a tradição de malhar o Judas…

Sugestão de Leitura: Os Sertões e Antonio Conselheiro


Sobre o Autor

Velho Zanca
Velho Zanca

Sapateiro amador - MBA em Meia-sola pela Nail Box Sculeichow of Salta oLeit pCity - Utah bãm. Nasceu em Buiaquinho Coxado. Quando menino e abestado caiu em rio que tem piranha! (PS.: Não sabia nadar de costas). Viveu anos boiando por aí, engolindo muito sapo, de tanto a água bater na bunda, resolveu aprender a ler para ser alguém na vida. Não conseguiu ser nada, mas continua lendo.

0 Comentários



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma Resposta


(obrigatório)


Nunca mais perca uma postagem. Informe o tipo de conteúdo que você deseja receber e ganhe um cupom de desconto para uma compra na metropolestore.com.

Fica tranquilo, não enviamos spam.