A mordida do Governo nos presentes infantis

0

Mais um ano chega ao fim, e com ele, o começo do período de festividades: compras, amigos secretos, presentes e mais presentes. Comércio aquecido e aberto até mais tarde. Nas ruas, gente andando pra lá e pra cá e claro, as crianças planejando e pedindo o tão esperado presente de Natal.

Mordida do GovernoOs impostos afetam as finanças de todos os brasileiros e, com o presente de Natal dos pequenos, não poderia ser diferente. Assim, como foi no Dia das Crianças, a carga tributária de alguns dos itens mais pedidos pelas crianças no país vai de 15% a mais de 70%, dependendo do produto, segundo levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT.

Neste Natal, cerca de 1,4 milhão de estabelecimentos em todo o país já estão aptos a informar a carga tributária dos produtos, ao inserir esta informação no documento fiscal entregue ao consumidor. Isso porque já efetuaram o download do sistema desenvolvido pelo IBPT, com o apoio de uma centena de entidades da sociedade civil e produtiva do país, por meio do movimento “De Olho no Imposto”. De acordo com o IBPT, os fatores que elevam a tributação de artigos eletrônicos e de presentes em geral é o IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados) e o Imposto Sobre a Importação.

Confira a carga tributária de cada presentinho das crianças e tire suas próprias conclusões:

Carga Tributária

PlayStation – 72,18%

Patins – 52,78%

Bicicleta – 45,93%

Televisor – 44,94%

Câmera Fotográfica – 44,73%

Brinquedos – 44,75%

Tablet – 39,70%

Roupas – 34,67%

PC – 24,30%

Livros – 15,52%


Sobre o Autor

Maycon Eduardo Galan
Maycon Eduardo Galan

Assessor jurídico. Defensor da Tese da Inversão do Ônus da Prova no Código de Defesa do Consumidor.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/metropolerevista/metropolerevista.com.br/html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273