Face F*cki#g: a arte de não fazer amigos

Muitas pessoas, equivocadamente, criam Perfis Pessoais para suas empresas no Facebook. Algumas fazem isso, ou por ignorar a possiblidade de criar uma Página e as vantagens que a acompanham, ou por achar confuso e ter dificuldade em enquadrar a organização em uma das Categorias de Páginas, que vão de negócios e marcas, a causas sociais e comunidade, passando por artistas, entretenimento e outras. Há ainda, aqueles que “espertamente” criam um Perfil Pessoal para sua empresa ou marca, por acreditarem que:
– as Páginas não permitem o mesmo modo de interação com os usuários; ou
– as Páginas não possuem as mesmas “vantagens”.

Mas o que um Perfil Pessoal pode fazer que uma Página não pode? Veja:
Adicionar amigos, marcar pessoas em fotos, fazer menções a pessoas em comentários e atualizações de status, enviar mensagens para outros Perfis, publicar na timeline de “amigos”, Páginas, grupos, comunidades, etc.

Não raro vemos por aí “Empresas” publicando em timelines alheias, postando dezenas de vezes a mesma foto/propaganda (porque em cada uma é possível marcar “só” vinte “amigos”), ou seja, um prato cheio para pessoas mal intencionadas e/ou mal orientadas, atirarem desorientadamente para todos os lados, imortalizando o spam na rede e não conquistando amigos. Quase todas essas práticas, partindo de uma marca ou empresa, podem soar como invasivas, ofensivas ou não muito cordiais.

Não consigo imaginar que tipo de situação envolvendo uma marca como perfil pessoal poderia ser menos embaraçosa:
– enviar uma solicitação de “amizade”;
– marcar uns 20 “amigos” em uma #fotopropaganda;
– fazer check-in em algum estabelecimento; ou
– ser marcada em um rosto na foto da balada do último sábado com os #miguchos(as).

Apesar de os equivocados acharem que estão “armados” com a possibilidade de sair por aí adicionando “amigos”, eles logo se deparam com algo que eu diria que éfacebook a terceira maior desvantagem de utilizar um Perfil Pessoal para sua empresa no Facebook: o limite de conexões que se pode estabelecer com as pessoas: 5 mil “amigos”. A segunda maior desvantagem é a ausência das métricas, que você só tem nas Páginas. A primeira maior desvantagem é que o Perfil Pessoal de sua empresa fatalmente irá passar por um ou mais dos embaraços citados acima e vai sair mal na foto.

Bom, agora que você já sabe tudo o que “pode” e que #nãodevefazer, com um Perfil Pessoal, vamos ver as vantagens, ou virtudes de se ter uma Página para sua empresa no Facebook:

Vantagem 1. Você/Sua empresa irão sair bonitos na foto: Uma Página melhora a imagem de sua empresa. Com boa apresentação, ela inspira muito mais confiança e profissionalismo. Alie isso à produção de conteúdo relevante, de qualidade e adequado ao seu público e isso irá funcionar como um ímã, atraindo pessoas, aumentando o engajamento e promovendo interações entre as pessoas e sua marca.

Vantagem 2. Números (Mensuração e Métricas): essa é uma das principais vantagens de uma Página em relação a um Perfil Pessoal. Likes, compartilhamentos, visualizações, mensagens, comentários, tudo pode ser mensurado. As métricas são grandes aliadas das estratégias em mídias socais, fornecendo feedback de suas ações, das interações com os usuários e do engajamento com a sua marca.

Vantagem 3. Você não terá amigos: você terá fãs. Pessoas que curtem, que gostam ou que, de alguma forma, se identificam com sua empresa, marca ou produto. Isso não tem preço e, ao contrário dos “amigos”, também não tem limite. Talvez você tenha que fazer um esforço um pouco maior do que apenas dar um clique em “adicionar amigo” para conquistá-los, mas isso faz parte do jogo.

Vantagem 4. Histórias e Geolocalização: se você tem um negócio, loja de departamentos, café, hotel ou restaurante, em sua página você poderá incluir informações como geolocalização, horário de funcionamento, data de fundação (que faz muito mais sentido para uma empresa do que a data de aniversário) produtos e informações de contato, como telefone, website, e-mail, etc. Uma das principais vantagens da geolocalização é que as pessoas poderão criar histórias envolvendo a sua marca, fazendo check-in em seu estabelecimento ou fazendo menção a ele em posts de atualização de status, como: “Huguinho está em Indústrias Patinhas, com Zezinho e Luizinho”; ou “Pato Donald foi marcado na foto de Ronald em McDonald´s”.

Algumas empresas têm criado, além da Página, Perfis Pessoais para suas marcas com o intuito de prestar uma espécie de Serviço de Atendimento aos Clientes através do Facebook. Nesse caso acho que seria uma das poucas exceções em que sua empresa não faria tão feio com um perfil pessoal no Facebook, afinal, há espaço para tudo, menos para a incoerência.


Sobre o Autor

Rodrigo Slompo



Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/metropolerevista/metropolerevista.com.br/html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273