Papel de parede barato. É possível?

0

Aprenda a economizar e dar aquela renovada no décor da sua casa ou escritório com papel de parede e sem gastar muito. A designer de interiores Raíssa Schebeleski Valderrama é quem nos dá as dicas.

Muitas vezes pensamos em dar uma levantada na decoração da casa, e quase sempre queremos fugir de tudo que possa ser necessário quebrar, consertar, repintar. Então, a solução mais prática e que faz menos bagunça, qual é? Papel de parede. Porém, fica difícil conciliar preço e qualidade com as opções de papel importado, lavável, de material vinílico, pois quase todas as bobinas que se encaixam nesse perfil, são caras.

Existem rolos que chegam a custar, com a mão-de-obra para instalar, até R$ 1.500,00 a unidade. Ou seja, se precisar de 2, 3 ou 4 rolos, como convenço o cliente a inovar colocando papel de parede, se uma ‘pinturinha’ básica, sai por muito menos do que isso? Então, eles fogem dessa opção. Principalmente, se a intenção é fazer só um detalhe. E aí, como eu pago isso por um rolo que cobre 15 metros quadrados de parede, mas eu só quero usar uma faixa?

Foi pensando nisso que resolvi escrever sobre como comprar corretamente uma bobina de papel, para que não haja desperdício e também, economia.

Papel de parede barato. É possível?

Como calcular a quantidade de papel?
Comece medindo a largura e a altura da parede que receberá o papel de parede. Multiplicando um valor pelo outro, você terá o metro quadrado da sua parede. Para comprar papel liso ou listrado, multiplicamos esse valor por 4,5 (essa é a área de cobertura de 1 rolo de 53 cm x 10 metros, já com perda).
Se a escolha foi com arabescos, flores, estampas, multiplique por 4 (essa é a área de cobertura de 1 rolo de 53 cm x 10 metros, com perda maior ainda, por ser necessário “casar” os desenhos).

Descomplique!
Exemplo:
largura: 2,70 metros;
Altura: 2,65 metros.
2,70 x 2,65 = 7, 155 metros quadrados.
Para comprar um papel liso:
7,155/4,5 = 1,59 (aproximando para cima, serão necessários 2 rolos).
Para comprar um papel florido:
7,155/4 = 1, 78 (aproximando para cima, serão necessários 2 rolos).

Se optar por bobinas com outra metragem, basta calcular sua área de cobertura. Por exemplo: bobina de 1,06 x 16 metros (- 10% de perda)= 15 metros quadrados de cobertura.

Como aproveitar as sobras de papel de parede?
Constantemente me perguntam o que fazer com os pedaços que inevitavelmente irão sobrar da aplicação do papel. Então, listei algumas ideias:

• Faça somente uma faixa atrás da cama, para destacar o detalhe;
• Forre o fundo dos armários;
• Crie mosaicos com formatos e/ou tamanhos diferentes para a parede;
• Faça molduras com fundo revestido de papel;
• Renove o tampo do criado-mudo;
• Modernize as frentes de gavetas;
• Inove forrando os fundos dos nichos;
• Destaque a porta do quarto;
• Revestir caixinhas de presente tornará o objeto único;
• Aplique sobre pedaços iguais de MDF, e transforme em quadros;
• Faça uma faixa atrás do espelho do banheiro;
• Proteja a capa dos livros com o papel de parede;
• Organizadores de lápis, papéis, clipes se tornarão exclusivos quando revestidos;
• Personalize a cabeceira da cama.

E se eu quiser comprar somente um pedaço de papel de parede?
De uns tempos pra cá, é possível. Andei investigando e é possível encontrar esse comércio ‘paralelo’. Como funciona? Essas pessoas vendem o rolo fechado para seu cliente e o que sobrar, o cliente ‘devolve’ para o vendedor por um precinho camarada. Ele então revende para um novo cliente interessado em somente um pedaço do papel, também por um preço mais acessível. Se interessou? Geralmente são as pessoas ou empresas que aplicam o papel de parede que possuem os pedaços de papéis, com a solução mais barata para quem não precisa de tanto papel assim. Fica a dica!

Cansei do papel de parede. Como faço para removê-lo?
Para retirar é simples. Basta molhar bem a superfície do papel. Se foi aplicado com cola própria, você não terá dificuldade, pois ela é específica para diluir com água. Em alguns momentos, quando ficar mais difícil soltar, uma espátula de pedreiro ou uma régua de plástico te ajudarão, sem que precise estragar a parede, ainda mais se a intenção for substituir o papel.

O que devo saber na hora da compra?
• Se o papel for nacional, atente por comprar as bobinas com mesmo número de lote e sequência;
• Se o papel for importado, observe o número de série e partida.
Estas dicas, evitam que você chegue em casa com bobinas diferentes, mesmo com o mesmo desenho. Isso acontece porque diferentes lotes apresentam diferentes características. Mesmo que a variação da cor ou detalhes seja pequena (em torno de 10%, como diz o fabricante), quando o papel for para a parede, ficará muito perceptível. Por isso, opte por comprar tudo de uma vez só, mesmo que sobre e você precise reaproveitar em outro lugar.
• Só use cola específica.
Caso contrário, sua parede pode manchar e passar para o papel. Outra dor de cabeça será na hora de remover o papel. Em alguns casos, é possível reutilizar o mesmo material que acabou de ser removido, mas se a cola não for própria, meu amigo, boa sorte!


Sobre o Autor

Raíssa Schebeleski
Raíssa Schebeleski

Designer de interiores residenciais, comerciais e paisagismo. Assessoria em acabamentos e decoração.

0 Comentários



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma Resposta


(obrigatório)


Nunca mais perca uma postagem. Informe o tipo de conteúdo que você deseja receber e ganhe um cupom de desconto para uma compra na metropolestore.com.

Fica tranquilo, não enviamos spam.