Cobogó na decoração

Muita gente nunca deve ter ouvido falar em cobogó. Mas com certeza este elemento faz parte da memória visual de quase todo mundo.

O cobogó, também conhecido com combogó, é um tijolo vazado, muito usado na década de 20 e que agora volta com o visual repaginado, em obras contemporâneas. Foi criado em Pernambuco pelos engenheiros Amadeu Oliveira Coimbra, Ernest August Boeckmann e Antônio de Góis, que patentearam o nome com as iniciais de seus sobrenomes.

Os cobogós foram e são bastante utilizados. Da mesma maneira como a moda resgata tendências antigas, os arquitetos buscam elementos do passado para modernizar as casas. As tramas e elementos vazados estão na moda e garantem uma leitura contemporânea a muitos ambientes.

Esses elementos vazados podem ser usados em áreas internas ou externas. O cobogó é bastante utilizado em paredes, fachadas ou para a divisão de ambientes e ainda contribui para um melhor aproveitamento da ventilação de ar. Podem ser feitos de cimento, cerâmica, vidro, porcelana, gesso e até materiais sofisticados como mármore, granito e aço. Com uma nova roupagem o cobogó apresenta novos formatos, figuras geométricas, cores e materiais diversificados, conferindo um ar descontraído ao ambiente.


Sobre o Autor

Metrópole Revista
Metrópole Revista

Revista de variedades.

Um Comentário



Deixe uma Resposta


(obrigatório)


Nunca mais perca uma postagem. Informe o tipo de conteúdo que você deseja receber e ganhe um cupom de desconto para uma compra na metropolestore.com.

Fica tranquilo, não enviamos spam.