Casa Cor São Paulo 2014

0

A Casa Cor São Paulo 2014 parece estar se adequando a realidade das pessoas. A valorização imobiliária das grandes e médias cidades faz com que a população more em espaços menores. No entanto, com decoração, criatividade e tecnologia, até um apartamento com menos de 50 m² torna-se espaço de lazer, trabalho e descanso. Assim, os estúdios foram a principal proposta da Casa Cor São Paulo, consolidando este modo de morar.

A versão paulista da Casa Cor, que aconteceu do dia 27 de maio até 20 de julho nas dependências do Jockey Club de São Paulo, mostrou a diversidade de estilos e propostas de dezenas de profissionais altamente gabaritados. Apresentou as tendências e inspirações para decoradores, designers de interiores, paisagistas e arquitetos de todo o país, sendo que um dos pontos fortes do evento foi a consolidação dos espaços com proposta de ‘estúdio’.

Os estúdios são tendência em grandes cidades, tendo em vista o alto custo do metro quadrado. São espaços com ambientes integrados e totalmente funcionais, levando em consideração o pouco espaço disponível para todas as atividades a serem desenvolvidas com conforto no espaço: estar, trabalhar, dormir, cozinhar, receber.

A diferença entre os lofts (que continuam sendo tendência pela proposta de integração) e os estúdios, é o tamanho. Os lofts geralmente são mais amplos, ao passo que os estúdios têm metragem reduzida. No evento, por exemplo, foi proposto um espaço que abrigava sala de estar, dormitório, home office, cozinha, sala de jantar, lavanderia, lavabo/banheiro… Tudo isso em 28 metros quadrados!

O ambiente “Futuro Sob Medida”, da Vitacon, adotou o conceito usado em Nova Iorque de apartamentos ultracompactos. Para isso, a solução foi usar tecnologia: mobiliário, som, luz comandados por automação residencial. Cada centímetro foi usado com inteligência. O estudo do espaço e suas funções foram fundamentais para que fosse possível montar um apartamento completo com qualidade de vida.

A Casa Cor é um evento democrático, onde é possível ver cores vibrantes e neutras, soluções óbvias e criativas, espaços retrôs e contemporâneos, tudo no mesmo lugar, para todos os gostos. De maneira geral, o que foi possível observar no evento foi a preocupação cada vez maior com o bem viver.

Dos quase 10 anos que participo das mostras pelo país, percebi que os espaços ‘conceito’, criados por ícones do design e da arquitetura, foram aos poucos dando lugar para espaços inteligentes. Ambientes que convidam ao convívio, levando a perceber a importância de se ter espaços estrategicamente pensados de acordo com nossas necessidades, nossa realidade, unindo estética e função, a fim de criar um verdadeiro refúgio do cotidiano.

ONLINE: Não deixe de acessar o link “Futuro sob medida | Casa Cor São Paulo”, e assista à entrevista com a arquiteta Fernanda Belotto, criadora do espaço.

www.youtube.com/watch?v=Hx9Ii0eesL8


Sobre o Autor

Raíssa Schebeleski
Raíssa Schebeleski

Designer de interiores residenciais, comerciais e paisagismo. Assessoria em acabamentos e decoração.

0 Comentários



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma Resposta


(obrigatório)


Nunca mais perca uma postagem. Informe o tipo de conteúdo que você deseja receber e ganhe um cupom de desconto para uma compra na metropolestore.com.

Fica tranquilo, não enviamos spam.