Árvore musical

“The Singing Ringing Tree”, numa tradução literal: árvore cantante e ressoante, é uma escultura musical única, constituída por 1000 tubos de aço galvanizados, distribuídos no formato de uma árvore que, quando são percorridos pelo vento, produzem notas e acordes, que variam de acordo com a intensidade do vento. Localizada em Burnley, na Inglaterra, foi arquitetada por Mike Tobin e Anna Liu e foi concluída em 2006.

Sua forma curva e torta nos remete a ideia de que foi modelada pelo vento. Desde a sua forma temos arte e natureza unidas de forma admirável. Mesmo que os tubos estejam dispostos para adicionar a impressão de uma árvore, muitos foram cortados em suas larguras que, em seguida, quando o vento sopra, produzem o som. Os tubos foram ajustados pela adição de furos em sua parte inferior, cada um de acordo com o seu comprimento e o som que iria produzir.

O nome da árvore vem de uma série cult da TV alemã e muito assustadora para as crianças nos anos 1960 “The Singing Ringing Tree”. Com ursos falantes, anões e florestas assustadoras, o nome já era suficiente para induzir um arrepio delicioso de medo para aqueles que eram jovens na época.

Alguns a tem comparado a uma nave destruída, outros associam ao folclore local da bruxas Pendle, comparando seu barulho com o encantamento das lendárias feiticeiras. Porém, a maioria ainda vê a escultura como uma construção carismática e sedutora para a paisagem.

A escultura já ganhou uma variedade prêmios, entre eles o prestigiado Prêmio Nacional do RIBA (Royal Institute of British Architects), de excelência em arquitetura.

 


Sobre o Autor

Metrópole Revista
Metrópole Revista

Revista de variedades.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/metropolerevista/metropolerevista.com.br/html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273