Lentes de contato dentais

As novas facetas de cerâmica ou porcelana são tão finas, hoje em dia, que passaram a ser chamadas de “lentes de contato dentais”. Tratam-se de restaurações indiretas que exigem nenhum ou um mínimo desgaste dos dentes e proporcionam, em determinados casos, um ganho bastante alto em termos de estética. Comparada com as técnicas tradicionais de laminados e coroas, a ‘lente de contato’ preserva muito mais a estrutura, quando bem indicada e bem executada.

A técnica é indicada para pessoas com dentes muito espaçados, mal posicionados ou irregulares, mas que não tenham nenhum problema severo na articulação temporomandibular (ATM), apresentando oclusão estável, ou seja, ‘mordida perfeita’. Costumo indicar ‘lentes de contato’ para pacientes adultos que já terminaram a fase de crescimento facial e que tenham um sorriso que necessita de acréscimo de material, principalmente quando não há necessidade de preparo ou desgaste dental. Um bom exemplo são os pacientes que têm dentes anteriores desgastados – o que dá um aspecto envelhecido.

Confeccionadas em cerâmica ou porcelana as lentes de contato têm grande capacidade de adesão ao dente, sendo coladas ao esmalte. Depois de colada, a faceta adquire resistência semelhante ao esmalte dental – em termos de resistência ao desgaste. A durabilidade de qualquer restauração indireta é de aproximadamente dez anos, podendo durar mais ou menos, de acordo com vários fatores, desde a indicação e execução clínica, até os cuidados do paciente durante a manutenção.


Sobre o Autor

Luiz Augusto Machado Guerreiro
Luiz Augusto Machado Guerreiro

CRO/PR 13889 Cirurgião Dentista

0 Comentários



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma Resposta


(obrigatório)


Nunca mais perca uma postagem. Informe o tipo de conteúdo que você deseja receber e ganhe um cupom de desconto para uma compra na metropolestore.com.

Fica tranquilo, não enviamos spam.