Advogando por uma vida saudável

1

João Paulo StraubO advogado João Paulo Straub leva uma vida saudável e participa frequentemente de provas, o que influenciou inclusive, sua esposa, que é sua parceira inseparável. Mas, essa história começou de uma maneira quase trágica.

Como todo profissional da área do direito, João Paulo tem sua rotina diária bastante estressante. Ele atua em sociedade com outros colegas em escritório próprio e também no Departamento Jurídico de uma empresa de transporte. Para conseguir assimilar e organizar toda essa rotina de trabalho, é indispensável cuidar bem do organismo, o que busca fazer por meio de uma alimentação balanceada, check-ups periódicos e principalmente através da prática diária de corrida, que é o que ele faz.

O início dessa rotina aconteceu depois de um episódio que poderia ser trágico, mas no fim serviu de ponto de virada. No ano de 2003, aos 33 anos, ele sofreu um infarto agudo do miocárdio e precisou fazer um cateterismo, com implantação de um “stent”. “Ouvi que deveria ter uma vida mais tranquila, com menos stress e, claro, parar de fumar. Também imaginei que não poderia mais praticar atividade física com maior intensidade. Óbvio, foi um baque. Como levar uma vida ‘mais tranquila’ em minha profissão?”, lembra João Paulo.

Foi quando o cardiologista que realizou a sua intervenção cirúrgica, Dr. Raul D’Aurea Mora Junior, indicou uma clínica especializada em reabilitação, na cidade de Maringá, dirigida pelo Dr. Geraldo Nogueira. Lá ele iniciou o processo de reabilitação cardiovascular, indo três vezes por semana para realizar o tratamento. Seis meses depois ele recebeu alta e iniciou suas atividades físicas sem acompanhamento médico direto, fazendo apenas caminhadas e corridas leves na esteira. A partir dessa rotina diária de exercícios, ele foi aumentando aos poucos a intensidade e frequência.

No ano de 2008, ele recebeu uma ligação do Dr. Geraldo, convidando-o para participar de sua equipe de corrida de rua na maratona de revezamento chamada “Pare de Fumar Correndo”, em Maringá. “Entre assustado e curioso, aceitei o convite. Participei, cheguei, e ao chegar, já me indagava: ‘quando será a próxima’?”, afirma. Foi quando a corrida de rua, segundo ele, entrou em seu sangue e hoje é o ponto de equilíbrio de sua vida, sua nova “válvula de escape”.

E com o progresso, novos objetivos foram estabelecidos, como melhores tempos, maiores distâncias, novos desafios. Atualmente ele conta com o auxílio profissional da equipe PRÓUMB de corridas de rua de Campo Mourão, onde tem contato com atletas de todos os níveis, desde amadores, até atletas de alto rendimento, tornando a prática mais dinâmica e uma forma de encontrar novas amizades. “Nas corridas, além de tudo, encontrei grandes amigos. Entre inúmeros outros, cito o Dr. Artur Andrade, que hoje além de ser meu médico, também é meu grande companheiro de muitas corridas e algumas viagens esportivas”, ressalta.

João Paulo e a esposa VivianeA esposa Viviane Frossard Migliavacca Straub, também corredora, é a maior incentivadora e com ele realiza as viagens de férias, sempre aliadas às corridas de rua. “Viramos corredores-turistas, buscando conhecer os lugares que desejamos junto à realização de provas”, pondera.

Entre as provas de que ele participou estão as meias-maratonas de São Paulo; Cataratas; Florianópolis; Pomerode; Londrina; Buenos Aires e Puerto Iguazu, na Argentina, entre outras. E para 2014 eles já se inscreveram para as meias-maratonas de Punta Cana, na República Dominicana e Punta Del Este, no Uruguai, e não vão parar por aí. “Ainda há espaço para mais três ou quatro. Há um mundo a correr”, disse.

A rotina de treinos é indispensável e a corrida no final de tarde ele vê como um prêmio para fechar o dia, que ele usa para suprir aquela necessidade de conclusão, de encerramento, seria como um happy hour.

Apesar da rotina e das participações assíduas em provas, ele deixa claro que a prática do esporte é apenas um lazer e as medalhas das participações ficam escondidas em casa. “O meu único orgulho, é ver algum novo adepto que eu tenha influenciado a começar”, ressalta.

Para entrar nessa onda de saúde, não basta colocar um tênis e sair correndo. Ele recomenda que antes disso, faça um check-up com um médico, procure um educador físico para depois iniciar a prática esportiva. Ele alerta: não espere um susto! “Não é sacrifício. É um prazer. Vai ser bem mais simples e rápido de uma forma não traumática. O final vai ser sempre prazeroso”, concluiu.


Sobre o Autor

Renato J. Lopes
Renato J. Lopes


Um Comentário


  1.  

    Parabéns!! com certeza quero ser uma seguidora desse exemplo! Muita saúde sempre!





Deixe uma Resposta


(obrigatório)


Nunca mais perca uma postagem. Informe o tipo de conteúdo que você deseja receber e ganhe um cupom de desconto para uma compra na metropolestore.com.

Fica tranquilo, não enviamos spam.